terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Alimento da alma





O amor é uma flor que desabrocha sob o efeito da verdade
Faz-nos levitar em busca da automedicação correta
Invade a nossa alma e não nos deixa faltar alimento.
Você sabia que o ar que respiramos também nos alimenta?
De fato nos nutrimos com tudo o que está ao nosso redor
Seja de energias boas e ruins.
À medida que nossos pensamentos se esclarecem
O alimento pela respiração é mais sutil do que denso.
E conforme os pensamentos são arraigados às paixões
Bom, a lei de atração e reação já dá uma boa base.
Como disse Buda: Somos aquilo que pensamos
E nosso corpo mostrará, como espelho, o que somos.
Nosso corpo enfim, pode respirar mais amor.
Quando determina o que deve fazer com seu livre arbítrio.
Pois, estando num ambiente de energia ruim
Nutrirmo-nos com essas baixas inferioridades de incertezas.
O nosso corpo e a nossa mente ficam lotados de insatisfação
Uma sensação desagradável e uma vontade de repelir-se.
Não há nada mais confortante e prazeroso que estar bem.
Mesmo que um temporal de problemas lá fora invada o dia.
O mais urgente é cuidar do temporal de dentro.
Como mudar lá fora sem organizar e limpar o ambiente interno?
Para receber uma visita temos que deixar a casa limpa
Para que esta se sinta bem e confortável, as energias serão bem nutridas.
Se pudessem ver, veriam um mar de rosas flutuando e luzes.
A escolha seria, é claro, de entrarmos num ambiente limpo e equilibrado.
A alma recebe muito bem pessoas com mentes abertas e compreensivas.
Isso é um tipo de alimento também, pessoas agradáveis e maduras.
Pois a energia que trazem é somente doação, nos nutre sem percebemos.
A rotina não nos deixa pensar muito, agimos no automático.
As queixas contínuas, por exemplo, por ter de andar no sol
Ao meio-dia, uma hora tão quente, para ir a qualquer lugar.
Sem pensar naqueles que estão numa cadeira de rodas
Indo trabalhar felizes por serem úteis e por conseguir ir além.
Todavia, onde está a consciência recôndita esquecida?
Ora, somos seres imperfeitos! E querendo saber amar
Mas que, com a falta de tempo, não nos ligamos tanto quanto deveria.
Todos os departamentos da vida são relevantes
Não podemos dar atenção máxima a um só.
Por isso, o alimento da alma é tão significante.
O que os olhos não veem e o ouvido não ouve, alma sabe observar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário