sábado, 8 de novembro de 2014

Você vai lembrar de mim




Você vai lembrar das vezes, em que sorri amorosamente ao te ver

E que a sua presença me deixava feliz.
Vai lembrar do meu cheiro
E que ele te propôs um afastamento
Por não conseguir se conter, quanto
ao convite que ele te ofertava.
Você vai lembrar dos meus grandes olhos
Que flagravam teu desejo envolvente
e que minha sensibilidade conseguia sentir.
E vai lembrar quando eles falavam de amor
Não só de ilusão, perto dos aborrecidos prazeres de não poder me ter.
Você vai lembrar quando a tempestade vir
 do banho de chuva que ainda nem tomamos juntos.
Vai lembrar que a minha simplicidade que te propunha estar perto da natureza
E que nada mais era importante ao meu ver.
Você vai lembrar de mim quando o clássico soar no ambiente
E pensar o que meus ouvidos traduziam
enquanto o erudito me invadia.
Você vai lembrar de mim 
quando ver uma moça de cabelos curtos e pretos chanel.
Vai lembrar de mim quando alguém demonstrar o gosto pelo mundo espiritual.
E vai lembrar que eu fiz parte da sua vida.
Tudo e todos vão fazer você lembrar de mim
Se ainda eu estiver em seus pensamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário