sexta-feira, 4 de julho de 2014

Troca de sentires e palavras


Eu, sentada em teu colo, suspirava o momento.
Sentindo o teu sentir, o calor da tua essência.
Meus braços se firmavam retos junto do teu peito.
Seguros em seus braços, e amarrados em seu enlaço.
Minha cabeça encostava abaixo do seu queixo.
E nessa condição trocávamos palavras;
Ideias, experiências, sentimentos e emoções.
Tu cuidavas do meu corpo, como se fosse frágil.
E ele se encaixava direitinho todo em teu colo.
Entreguei-me a sentir a tua respiração
Teu perfume, os teus batimentos cardíacos
O teu silêncio administrando por pensar o que ia dizer.
O teu contentamento em estar ali comigo.
Sentados naquele banco da praça.
Eu não via o teu rosto, mas ouvia a sua voz 
E sabia que, às vezes, tu esboçavas um sorriso lindo.
E, esse sorriso, volta e meia falava de nós.
Do tempo, da vida, da paisagem, dos sabores e dos nós.
Para enfim estar tão perto, tão juntinho.
Sentindo com o tato até como podíamos.
Eu bebi tudo o que vinha de você
Aproveitei cada segundo daquele momento.
Guardei dentro da minha caixa de "realizados"
Estávamos em nosso céu desenhado
Pelos traços da nossa imaginação de amor.
Felizes em nossa imensidão abstrata, só nossa e efêmera.
Não teve outro dia que eu quis mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário